diálogos im?possíveis i

há uma forte hipótese de regressar ao antigo nome.
eu entendo, eles não chegam aqui.
sim, percebes?
está calor, liga a ventoinha. e fecha a porta.
e os argumentos contra?
ai pá, estes? mas isso é sempre…

motobecane

Um quadro com avanço, rodas e guiador. Queres? Tenho cá umas peças soltas, o que faltar arranja-se e ficas com uma bicicleta porreira. Quero, mas a pintura fica como está. Tira-se só a ferrugem e enverniza-se para proteger, ok? Sim, boa, faz isso então. Escolheu a fita do guiador e o selim. Os pneus é que foram difíceis de encontrar. Foi a primeira bicicleta que montei completamente às peças, por tentativa e erro. Finalmente ficou pronta e afinada. Por várias vezes o Gustavo já ouviu dizer: mas isso é uma Motobecane!

a história/estória da minha bicicleta no blog de bicicletas mais lindo de todos: http://iladridibiciclette.blogspot.com

os lugares das coisas

no brique tomando chimarrão e pensando há quanto tempo não tomava um. depois olhando o loirinho e pensando como é tão bom vê-lo crescer. ainda jogando pes com o pai dele, como em miúdos. à volta do videogame e ele me ensinando os comandos. sempre diferentes, sempre amigos, sempre ele ali: o meu melhor amigo – incondicional. o meu primo e as guitarras e a música. eu e ele com 15 ou 16 outra vez. o tempo não passou. uma admiração mútua, uma admiração que supera qualquer divergência de pensamento. depois toda esta família que tem tanto de meiguice, gentileza e amizade. tocar, abraçar, beijar, querer bem: perfeito. poa não é a minha lx. poa não me completa (pelo menos neste momento). mas é também do que sou feito. faz parte do interior do meu interior. que bom gostar disso. que bom saber os lugares das coisas. que bom estar aqui entendendo disso.

juventude

e ali estava ela, já neste mundo. ouviu understood project ainda no útero. tem olhos enormes. o vô dela tem livros que não acabam e é sempre um privilégio vê-lo e dar-lhe o abraço que ele merece. domingo foi dia de brique e o menor da família tornou os caminhos totalmente incoerentes. seguíamos o rasto dele e é justo termos esta perspectiva, tão nova.